Trabalhadores da SLEA paralisam atividades por 24h por falta de pagamento das diferenças salariais

Na noite desta quinta-feira, 06 de janeiro, cerca de 1.500 trabalhadores que prestam serviço para empresa São Luís Engenharia Ambiental (SLEA), entre agentes de Limpeza e motoristas, iniciaram uma paralisação de advertência, em virtude do não pagamento de uma diferença de três meses de salário, referente ao período de reajuste salarial de 2020, concedido a categoria.

Segundo o que foi repassado, representantes da SLEA, se posicionaram a favor do pagamento da diferença, no início de janeiro, juntamente com o salário referente a dezembro, o que não aconteceu. Devido a essa situação, o serviço de limpeza pública em São Luís, até o momento, permanece interrompido.

Os trabalhadores continuarão de braços cruzados até às 19h desta sexta-feira, 07 de janeiro, com objetivo de garantir o pagamento de seus direitos salariais.

O Presidente do Sindicato de Asseio e Conservação de São Luís, Maxwell Bezerra, juntamente com a sua diretoria “Compromisso e Ação” permanecem no local apoiando a paralisação. “Estamos a disposição para mais esclarecimentos. Temos que fazer valer os direitos da categoria e por isso vamos continuar dando apoio aos trabalhadores no intuito de garantir e assegurar o pagamento das diferenças salariais”, disse o presidente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.